13/08/2020

Blog do Sobrinho

Agenda Política e Social

Morre, aos 91 anos, pintora Tereza Costa Rêgo

Do Blog do Magno

A pintora pernambucana Tereza Costa Rêgo, 91 anos, faleceu, hoje, no Recife. Ela estava internada desde ontem, na UTI coronariana do Hospital Santa Joana, em razão de um derrame seguido de parada cardíaca.

Com uma carreira reconhecida mundialmente nas artes plásticas, Tereza Costa Rêgo chegou a dirigir o Museu Regional, o Museu do Estado e o Museu do Mamulengo. Foi perseguida pela Ditadura Militar brasileira e, por isso, teve de se exilar no Chile e, mais adiante, na França.

Em Paris, tornou-se doutora em História, na Escola de Altos Estudos da Sorbonne, escolhendo a trajetória do proletariado brasileiro como tema para sua tese. Além da formação na universidade francesa, graduou-se em História na USP e obteve Mestrado na mesma área na UFPE.

Foi casada com o procurador do Trabalho José Gondim Filho e, depois, com o dirigente do Partido Comunista do Brasil, Diógenes Arruda Câmara. Por suas convicções políticas, teve de deixar o país, em 1972, ao lado do segundo marido, uma vez que o PCB foi colocado na clandestinidade. Retornou ao Brasil somente em 1979, querendo reconstituir sua vida na terra natal.

Foi na volta do exílio que dedicou-se plenamente à vida artística. Tereza teve duas filhas: Maria Tereza e Laura Francisca. Construiu um trabalho memorável também como paisagista, além de manter um famoso ateliê em Olinda. Sua obra é notória por retratar o imaginário popular pernambucano.

A família chegou a redigir uma nota de falecimento:

É com muito pesar que informamos o falecimento da nossa querida Tereza da Costa Rego.

Agradecemos a todas as condolências e mensagens de conforto recebidas. Elas só mostraram o quão querida ela era por todos. Devemos sempre lembrá-la com amor, gratidão, alegria e saudade por tudo o que Tereza nos proporcionou em vida.

Neste momento de dor e profunda tristeza, a família pede aos amigos e amigas, sensíveis compreensões para que ela possa, nos seu convívio, superar a imensurável perda.

Instagram