Crise: Bolsonaro veta Mourão, seu vice, em debates

O clima começou a esquentar entre o candidato do PSL à Presidência, Jair Bolsonaro, e seu vice, o general Hamilton Mourão. Bolsonaro vetou a tentativa de seu vice de substituí-lo nos debates, como se propunha o general.

Por Dayane Santos

De acordo com a colunista Andréia Sadi, do G1 da Rede Globo, “eles conversaram” durante visita de Mourão ao candidato no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, onde Bolsonaro se recupera de ataque à faca ocorrido no início do mês.

“Decidimos que eu não vou a debate algum. Ele não quer, eu concordei”, teria dito Mourão. Mas ele estava mobilizando forças para pleitear junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a substituição nos debates.

A tentativa não foi vista com bons olhos por aliados de Bolsonaro e, pelo jeito, pelo próprio presidenciável, e ele foi obrigado a recuar.

Segundo o próprio Mourão, a equipe de campanha se reuniu em São Paulo para “afinar o discurso” e “acabar com essas coisas que estão saindo na imprensa”. Mourão chegou a pedir que as pessoas desconsiderassem a declarações de Bolsonaro sobre suposta fraude nas urnas.

Para integrantes da campanha, suas declarações tem o objetivo de buscar um protagonismo excessivo. E a julgar pela declaração do general, Bolsonaro fez questão de demonstrar que não há espaço para outro protagonista.

“A campanha é dele [Bolsonaro]. A gente conversou que, quando ele tiver alta, vai começar em casa a fazer um circuito de vídeos para as redes sociais”, disse Mourão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *