12/05/2021

Blog do Sobrinho

Agenda Política e Social

Homens invadem rádio após locutor criticar Bolsonaro; veja vídeo

Júnior Albuquerque, locutor alvo dos ataques, já estava sofrendo ameaças desde que começou a dar sua opinião sobre as ações do presidente durante a pandemia

Quatro homens invadiram a sede da rádio Comunidade FM, em Santa Cruz do Capibaribe, em Pernambuco, na terça-feira (6/04), e ameaçaram de agressão um radialista. O locutor fez críticas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) durante um programa da rádio ao vivo.

Em um vídeo, divulgado pelo jornalista Bruno Muniz, é possível ver a ação dos bolsonaristas. Em meio a ameaças e tentativas de agressão, os homens foram retirados do local.

Júnior Albuquerque, locutor alvo dos ataques, já estava sofrendo ameaças desde que começou a dar sua opinião sobre as ações do presidente durante a pandemia de COVID-19.
“Eu fiz um comentário opinativo, onde expus que no meu ponto de vista, Hitler não era o único culpado do genocídio que aconteceu na Alemanha, pois quem o apoiou e quem se calou também teve sua parcela de culpa. Assim como no Brasil, em relação à COVID-19, os eleitores de Bolsonaro que concordam com a política sanitária que ele vinha fazendo, também iam ter culpa e a história ia dizer isso”, descreveu o jornalista.
Desde o início da pandemia, o presidente vem adotando posicionamentos negacionistas. Entre eles, negar a gravidade do vírus, postergar a compra de vacina, não utilizar máscara, incentivar aglomerações e fazer propaganda do uso de remédios sem eficácia comprovada cientificamente.

Ao sair deixar o estúdio, o radialista prestou queixa na Polícia Civil do município. Além disso, o radialista pretende ainda nesta semana realizar uma queixa-crime no Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

Instagram