Eleição na Argentina: favorito, Fernández faz sinal de Lula Livre

Os principais candidatos à Presidência da Argentina foram às urnas na manhã neste domingo (27/10/2019) e, assim como nas eleições primárias, Alberto Fernández, 60 anos, o favorito nas pesquisas para vencer já no primeiro turno, saiu para passear com seu cachorro, Dylan, e só depois se dirigiu ao centro de votação próximo a sua casa, em Puerto Madero. As informações são da Folha de S.Paulo.

Na saída, disse que “todos devemos nos preocupar” com a situação econômica, mas não entrou em detalhes políticos, uma vez que a lei eleitoral proíbe esse tipo de declaração no dia do pleito.

O candidato kirchnerista publicou uma foto no Twitter em que faz a letra L com as mãos, símbolo do movimento Lula Livre, e parabenizou o ex-presidente brasileiro pelo aniversário de 74 anos completados neste domingo.

“Também hoje faz aniversário meu amigo Lula, um homem extraordinário que está injustamente preso faz um ano e meio”, escreveu Fernández. “Parabéns pra você, querido Lula. Espero te ver em breve”, postou.

Tocou violão

O kirchnerista ainda disse estar tranquilo e comentou, a pedido de jornalistas, como foi o encontro nesse sábado (26/10/2019) com o músico Gustavo Santaolalla, vencedor do Oscar pelas trilhas sonoras de “Brokeback Mountain” (2005) e “Babel” (2006).

Em vídeos que circularam nas redes sociais, Santaolalla e Fernández, para quem “Gustavo é um grande músico e um amigo”, aparecem juntos tocando violão e cantando.

Ao final de suas declarações, Fernández disse que se lembra de Néstor Kirchner todos os dias e que gostaria de ter falado com ele neste dia, já que, para o candidato, o ex-presidente “ajudaria a Argentina a se levantar novamente”.

Medialunas

Já Mauricio Macri votou no bairro de Palermo. Seguindo uma tradição, levou uma bandeja com “medialunas” – croissants – para distribuir aos jornalistas. Ao ser questionado como será seu dia nesta segunda-feira, afirmou que estará cedo na Casa Rosada, trabalhando, “seja qual for o resultado”.

A candidata a vice-presidente na chapa de Alberto Fernández, Cristina Kirchner, votou cedo em Río Gallegos, na Província de Santa Cruz, onde vive. Esquivando-se das perguntas dos repórteres, a ex-presidente se justificou dizendo:”Vocês sabem que o jornalismo não é o meu forte”, o que arrancou risadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *