O que comemorar no 1º de Maio em Palmares-PE?

Nas duas últimas décadas o(a) trabalhador(a) Palmarense, não tem muito o que comemorar. A cada ano Palmares e a zona da mata sul de Pernambuco, vem amargurando o aumento do desemprego.

Palmares da época áurea da cana de açúcar, sofre atualmente com os constantes fechamentos das Usinas, que deixaram milhares de famílias, sem direito a renda para suprir suas necessidades básicas.

Aqui nas terras dos Poetas, se fala muito em parque industrial. Mas será que o advento de indústrias resolveria o problema econômico dessa região sofrida? Como desenvolver uma região, onde os usineiros faliram, mas continuam donos das terras? Esses são alguns entraves que dificultam o desenvolvimento socioeconômico da mata sul pernambucana, além da falta de políticas públicas consistentes e sustentáveis, falta de representação política surgida do meio do povo, para substituir o modelo coronelista e patriarcal, que desde o Brasil Colonial, vem deixando o nosso povo cada dia mais refém de políticos que representam apenas seus grupos familiares, as famosas oligarquias do passado.

Quando o trabalhador perde a renda, perde também o poder de compra, e a consequência disso é a derrocada do comércio, que no passado também era forte.

Por outro lado o Brasil vive hoje um grande retrocesso para a classe trabalhadora, com a reforma trabalhista e agora reforma da previdência, tempos de negação de direitos.

Economia Solidária

Mas em meio a tudo isso surge alguns lampejos de esperança, com iniciativas como a Feira da Economia realizada por agricultores familiares, alternativa gerada pelo próprio povo, que tem cerca de sessenta famílias cadastradas, para vencer a falta de emprego.

Acredito que a saída para o desenvolvimento regional está no próprio povo, que com proatividade e planejamento, vai encontrar uma nova vocação econômica. O povo vai aos poucos se distanciar dos “salvadores da pátria” que há séculos vendem ilusões e clientelismo político.

Que outras iniciativas, surjam do povo, espelhadas nesse Belo Projeto da Feira da Economia Solidária. Única iniciativa exitosa de geração de renda nos últimos anos.

Parabéns trabalhadores e trabalhadoras.

Por João Sobrinho, Professor e blogueiro.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *